Plataforma Nuvem

Aplicativos baseados na Internet

Serviços para aplicativos móveis

leave a comment »

Computação em nuvem e mobilidade são duas tecnologias que estão se desenvolvendo muito rapidamente e que têm bastante sinergia entre si. Uma tendência muito forte no desenvolvimento de aplicativos móveis tem sido a “retaguarda como serviço”. Várias empresas perceberam que os desenvolvedores precisam incorporar aos seus aplicativos funcionalidades que os clientes esperam, tais como autenticação, compras, armazenamento de dados, notificação e integração.

Isso é um desvio do foco das empresas desenvolvedoras de aplicativos móveis, que precisam se concentrar nas tecnologias de desenvolvimento para os dispositivos e no design da interface com o usuário, e muitas vezes não contam com profissionais experientes no desenvolvimento de serviços de retaguarda.

Em um momento em que está cada vez mais difícil recrutar talentos de TI, toda ajuda é bem-vinda para acelerar o time-to-market. Estes são alguns dos principais serviços que se propõem a resolver este problema:

appMobi

appmobiappMobi, além de auxiliar no desenvolvimento de aplicativos móveis, oferece um conjunto de serviços que podem ser integrados a estes aplicativos: autenticação, compras, notificações, estatísticas de uso e atualização do aplicativo.

iCloud

icloudiCloud é um serviço para armazenamento e recuperação de conteúdo a partir de diversos dispositivos. Pode ser utilizado para armazenar dados digitais como músicas, fotos, aplicativos, mensagens, compromissos, contatos, documentos e outros.

Kinvey

kinveyKinvey é um serviço para armazenamento e recuperação de dados na nuvem. O desenvolvedor do aplicativo modela visualmente o banco de dados e o serviço gera as APIs e bibliotecas para acessar os dados a partir de qualquer plataforma móvel ou Web.

Parse

parseParse oferece serviços de persistência de dados, sincronização, notificações, integração com redes sociais e gerenciamento de usuários.

SimpleGeo

simplegeoSimpleGeo facilita o desenvolvimento de aplicativos cientes da localização geográfica. Fornece serviços como base de dados geográfica na nuvem, informação contextual baseada em localização, catálogo de negócios e pontos de interesse.

StackMob

StackMobStackMob fornece serviços de armazenamento e recuperação de dados, lógica de negócio, notificação, integração com redes sociais, autenticação, estatísticas de uso e monetização.

Urban Airship

airshipUrban Airship oferece serviços de notificação, estatísticas de uso, compras e cobrança recorrente.

 

 

Written by Fernando Correia

24/ago/2011 at 17:10

Amazon lança serviço de cache

leave a comment »

Aplicativos na nuvem tipicamente têm uma grande carga de leitura de dados. Para acelerar o tempo de resposta e diminuir os custos operacionais, serviços muito utilizados como Facebook, Linkedin, Twitter, Wikipedia, Flickr e Youtube empregam cache em memória.

memory_caching

Já era possível utilizar cache distribuído na Amazon, instalando e gerenciando o Memcached em um ou mais servidores virtuais. Agora a Amazon lançou o serviço ElastiCache, que torna mais fácil configurar, gerenciar e escalar o grupo de servidores de cache, pagando conforme o uso.

cache_cluster_wizard

O Amazon ElastiCache utiliza o protocolo memcached, portanto qualquer aplicativo desenvolvido para aproveitar os recursos do Memcached será compatível. Como este é o padrão mais utilizado, há bibliotecas clientes para uma grande variedade de linguagens e plataformas.

Comparando os preços de serviço de cache da Amazon e do Windows Azure (US$/mês):

cache_amazon_azure_2

Written by Fernando Correia

23/ago/2011 at 13:55

Publicado em Geral

Tagged with , , ,

Globalweb Corp apostando no futuro da nuvem

leave a comment »

O Grupo TBA, um dos principais conglomerados de tecnologia da informação do Brasil, e a Benner, terceira maior fornecedora nacional de software de gestão empresarial, criaram uma joint-venture chamada Globalweb Data Services Corp.

Globalweb

Conforme divulgado pela empresa, a Globalweb Corp já começa com uma equipe de 1.500 colaboradores distribuídos em três divisões de negócios:

  • Aplicativos de gestão empresarial;
  • Outsourcing e serviços gerenciados de TI;
  • Comercialização e desenvolvimento de soluções na plataforma Microsoft.

Um dos grandes objetivos é liderar a oferta de soluções de computação em nuvem, com destaque para software como serviço (SaaS). Esta modalidade de contratação substitui o modelo tradicional de licença de uso, fornecendo o software na forma de serviço através da Internet. Para garantir a qualidade dos serviços, a Globalweb utilizará tanto a plataforma Windows Azure, da Microsoft, quanto um datacenter próprio, em parceria com a Coresite, nos Estados Unidos.

Segundo informações da imprensa, a Globalweb Corp irá credenciar desenvolvedores de aplicativos, após uma qualificação técnica, para oferecer seus produtos na nuvem. O grande diferencial será um portfólio de soluções prontas para a nuvem, criado a partir de um ecossistema para atrair empresas desenvolvedoras de software.

“Queremos trabalhar com pequenas empresas e mostrar a solução deles na nuvem. Termos software disponível é um diferencial na nossa briga pela liderança do mercado de cloud,” informa Severino Benner, presidente da Globalweb Corp.

Transparência: o autor deste artigo é colaborador da Globalweb Corp.

Written by Fernando Correia

22/ago/2011 at 22:58

Publicado em Geral

Tagged with , ,

Cloud não é servidor: é serviço

leave a comment »

Na X Conferência Anual de Tecnologias Empresariais promovida pelo Gartner, Gene Phifer, VP Distinguished Analyst na Gartner Research, falou sobre “Cenário do Gartner para a Computação na Nuvem: Separando a Propaganda Enganosa da Realidade”.

gartner_summits

Ele usou a expressão “cloud-washing”, referindo-se à lavagem cerebral, para descrever a estratégia de marketing de fornecedores que vendem tecnologias antigas com o rótulo “nuvem”. Ele lembrou que o Gartner considera computação em nuvem um modelo de computação baseada em serviços, escalável e elástica, compartilhando um conjunto de recursos para obter economia de escala, bilhetada pelo uso, baseada em tecnologias da Internet.

As principais vantagens deste modelo são em primeiro lugar a agilidade para utilizar mais recursos de computação quando necessário, o que é chamado de “cloud bursting”, e em segundo lugar economia de custos, permitindo dimensionar a capacidade pela média de uso, em vez de provisionar pelo pico máximo.

Como disse Gene Phifer, nuvem não é servidor, é serviço.

Se uma oferta não é baseada em um pool de recursos compartilhados, consumido como serviços, em que o cliente pode aumentar ou diminuir o nível de uso conforme a demanda, pagando pelo uso, não é cloud, é cloud-washing.

gato_por_lebre

Written by Fernando Correia

16/ago/2011 at 22:02

Publicado em Geral

Tagged with ,

Usando a nuvem para testar aplicativos

leave a comment »

Existem vários serviços na nuvem para apoiar o desenvolvimento de aplicativos. Um exemplo são os serviços que testam o funcionamento de um aplicativo web em diferentes combinações de dispositivos, sistemas operacionais, browsers, resoluções, plugins e configurações.

StatCounter-browser-ww-monthly-200807-201108

Estes serviços se aproveitam dos ganhos de escala da nuvem, que ocorrem quando um provedor de serviços que mantém um conjunto de recursos e fornece o uso compartilhado destes recursos como serviço. Neste caso específico, em lugar de manter uma coleção de máquinas físicas ou virtuais com diferentes combinações de sistema operacional e browser, e testar manualmente o website ou aplicativo em cada uma destas combinações, o cliente comanda um teste distribuído e recebe os resultados.

Um destes serviços é o Browsershots. Ele oferece dezenas de browsers em diferentes versões de Linux e Windows.

browsershots1

Um teste gratuito leva em torno de 1 hora e retorna quase 60 imagens da página nos mais diversos tipos e versões de browsers. Existe uma opção paga, com processamento prioritário.

browsershots2

Um serviço mais sofisticado é o CrossBrowserTesting.

crossbrowsertesting1

Ele possibilita teste em uma grande quantidade de dispositivos móveis, PCs, Macs, rodando os principais browsers, e com inúmeros plugins.

crossbrowsertesting2

Um grande diferencial deste serviço é que ele não apenas apresenta imagens estáticas das telas: ele permite abrir uma sessão interativa em um sistema operacional e browser específico. Isto possibilita uma grande agilidade no teste e na depuração de problemas.

crossbrowsertesting3

Desenvolver aplicativos para nuvem é um esforço complexo. Serviços na nuvem como os descritos aqui ajudam a lidar com esta complexidade dentro de um custo e prazo aceitáveis.

Written by Fernando Correia

14/ago/2011 at 17:20

Publicado em Geral

Tagged with , , ,

Java EE 6 na nuvem

leave a comment »

OpenShift da Red Hat, traz o Java EE 6 como serviço na nuvem – gratuito para desenvolvedores.

openshift

A versão 6 do Java EE foi um grande progresso em relação às versões anteriores, com recursos avançados como CDI (Contexts and Dependency Injection – contextos e injeção de dependência). O desenvolvimento de aplicativos Java, seja na forma de serviços como na forma de aplicativos Web, se tornou muito mais simples, leve e ágil.

Agora a Red Hat está oferecendo o Java EE 6 em uma plataforma como serviço (PaaS): o OpenShift. Através do trabalho em conjunto de diversas equipes incluindo virtualização, sistema operacional, middleware e APIs, o OpenShift oferece um stack vertical completo e integrado como um serviço. Isto foi alcançado rodando o servidor de aplicativos JBoss AS7 em modo multi-tenant com isolamento completo entre os tenants, agrupando vários usuários em uma mesma máquina virtual e fazendo balanceamento de carga.

Graças aos baixos custos operacionais obtidos por esta eficiência, a Red Hat está oferecendo o serviço de Java EE 6 no OpenShift de graça para desenvolvedores. Entre os recursos disponíveis estão escalabilidade automática, multi-tenancy, monitoramento, gerenciamento de logs, reversão de atualização de aplicativo, e interface de configuração.

Estes recursos deverão simplificar muito o provisionamento de aplicativos Java na nuvem ao mesmo tempo que, graças à aderência aos padrões do Java EE 6, preservam a possibilidade de rodar o aplicativo em outros servidores de aplicativos compatíveis.

Written by Fernando Correia

13/ago/2011 at 15:22

Publicado em Geral

Tagged with , ,

Citrix adquire Cloud.com

leave a comment »

A Citrix, que oferece produtos de virtualização de desktops e servidores e soluções para computação em nuvem, adquiriu a Cloud.com, que desenvolve o CloudStack, uma solução de IaaS (infraestrutura como serviço) para orquestração e administração de serviços na nuvem utilizada por clientes como Zynga  e GoDaddy. A Citrix também passou a patrocinar o projeto cloudstack.org, que oferece esta plataforma sob licença de software livre.

cloud-com-logo

A Citrix é um dos principais patrocinadores da plataforma de nuvem OpenStack e havia anunciado o projeto Olympus para criar uma plataforma como serviço integrando o XenServer ao OpenStack. Esta iniciativa deverá continuar, e a solução da Cloud.com deverá ser compatível com a plataforma OpenStack. A aquisição da Cloud.com é uma estratégia para ganhar ao menos um ano, oferecendo ao mercado uma solução de IaaS já madura e confiável, enquanto continua investindo na plataforma OpenStack.

Com estas movimentações, a Citrix está se posicionando para oferecer alternativas competitivas às soluções de virtualização e computação em nuvem da VMware, Amazon e Microsoft, com o diferencial de utilizar plataformas abertas.

Written by Fernando Correia

12/jul/2011 at 23:59

Publicado em Geral

Tagged with , , , ,